.

Seguidores

.

.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Pós-modernidade e Cristianismo Evangélico

Meu exemplar da 1ª edição do livro
A transição da era moderna para a pós-moderna coloca um sério desafio à igreja e à sua missão no contexto de sua nova geração. Confrontado por esse novo estado de coisas, não podemos cair na armadilha do desejo nostálgico pelo retorno daquela modernidade primitiva que deu à luz o movimento evangélico, pois não somos chamados a ministrar a uma época remota, mas aos dias de hoje, cujo contexto acha-se sob a influência da pós-modernidade. 

O pós-modernismo apresenta alguns perigos, não obstante, seria irônico - na verdade seria trágico - se os evangélicos se tornassem os últimos defensores da modernidade já moribunda. Para alcançar as pessoas no novo contexto pós-moderno, devemo-nos lançar à tarefa de decifrar as implicações do pós-modernismo para o evangelho. 

Imbuídos da visão do programa de Deus para o mundo, devemos reivindicar o novo contexto pós-moderno para Cristo, assumindo a fé cristã segundo critérios compreensíveis para a nova geração. 

Resumindo: sob o pendão da cruz, temos de estar, "corajosamente indo aonde nenhum homem jamais esteve".

(Extraído do livro: Pós-modernismo, de Stanley J. Grenz - Vida Nova, 1ª edição, cap. 1, pág. 28).

- SINOPSE DO LIVRO: 

O livro Pós-modernismo (Stanley J. Grenz), da Edições Vida Nova - Um guia para entender a filosofia do nosso tempo - é recomendado às pessoas que querem entender o contexto cultural, intelectual e ético dos nossos dias.

Muitos pastores e líderes não conseguem entender o pós-modernismo e acabam tendo dificuldades em proclamar o Evangelho em nossos dias. Esta obra é uma ótima introdução ao universo cultural, intelectual e ético do pós-modernismo, e ajudará o leitor a entender essa nova maneira de ver o mundo.

Para aqueles que desejam uma explicação, com linguagem simples, o que é o pós-modernismo e por que a importância de entendê-lo.

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Filósofo, um amigo do saber e amante da sabedoria

Por Levi Costa

Resultado de imagem para Pitágoras
Filosofia significa amizade pela sabedoria, amor e respeito pelo saber; e o filósofo, por sua vez, seria aquele que ama e busca a sabedoria, tem amizade pelo saber, deseja saber. Conforme a tradição, Pitágoras teria criado o termo para modestamente ressaltar que a sabedoria plena e perfeita seria atributo apenas dos deuses; os homens, no entanto, poderiam venerá-la e amá-la na qualidade de filósofos. 

É o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem. Ao abordar esses problemas, a filosofia se distingue da mitologia e da religião por sua ênfase em argumentos racionais; por outro lado, diferencia-se das pesquisas científicas por geralmente não recorrer a procedimentos empíricos em suas investigações.

Antes mesmos de emitir a primeira palavra articulada, a criança gesticula e se arrisca a balbuciar alguns sons. Com o passar dos anos, a criança cresce e aprende a pronunciar algumas poucas palavras e já não é mais tão limitada para se expressar. Nesse momento da vida, começam a assurgir as primeiras de muitas dúvidas resultantes da curiosidade que é própria de um ser racional como o humano. Assim, o homem é capaz de pensar, avaliar e argumentar desde a mais tenha idade. Ele busca respostas para suas indagações na tentativa de entender a natureza das coisas e o próprio sentido da vida. 

A vida consiste em se observar e explorar o que o mundo à nossa volta nos apresenta. É por tudo aquilo que observarmos e pelo que explorarmos da vida neste mundo, que podemos tirar nossas conclusões para aprendermos e crescermos, alcançando maturidade e experiência de vida no mundo ao qual estamos inseridos e nele habitamos. Com maturidade e com experiência, passamos a definir quem queremos ser e como queremos viver neste mundo do qual fazemos parte.

Para chegar a uma conclusão racional e lógica, do sentido e funcionamento das coisas como as conhecemos hoje, muitos fizeram dessa busca uma missão de vida, empregaram suas vidas nessa missão, hoje desfrutamos dos resultados obtidos por eles. Contudo, as dúvidas nunca deixarão de existir, apenas serão substituídas ao serem entendidas dando lugar àquelas mais complexas e mais difícil de se explicar e de se entender. Poucas pessoas tem alguma coisa perto de uma filosofia articulada - pelo menos como demonstrado por grandes filósofos. Mas todos tem uma cosmovisão (cosmos + visão). 

O livre pensamento é o ponto de vista, filosófico ou não, que sustenta que os fenômenos e todas as coisas devem ser formados a partir da ciência, da lógica e da razão e não devem ser influenciados por nenhuma tradição, autoridade ou qualquer dogma, cujo adepto se proclama livre pensador e cuja aplicação por vezes é chamada de livre pensar. Portanto, sejamos livres, livres para pensar como seres racionais que somos, pois temos a capacidade de saber racionalmente o que e o porquê das coisas. 

É exatamente esse o meu propósito, ou seja, ter a minha cosmovisão a partir daquilo que eu faço, daquilo que eu falo e do que eu sou neste mundo. Com esse propósito foi que criamos este blog, o "PensaMente", com postagens e reflexões que nos façam pensar dentro de uma cosmovisão real. Então vivamos os princípios da vida e da existência que dignificam a pessoa humana. Sejamos sempre um amigo do saber e amante da sabedoria

(Com consulta ao site Wikipédia e ao livro Universo ao Lado, de James W. Sire)

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

A pós-modernidade e a verdade de Deus


Por Levi Costa

Um dos grandes problemas do mundo em que vivemos é que todos têm que ser, tem que fazer e tem que dizer o que todo mundo é, diz e faz. Ser diferente no individual hoje é contrariar o aspecto geral, é andar na contramão do curso natural da vida pós-moderna. Aqui surge o problema, quando o modo de vida do indivíduo e da sociedade passa a ter como parâmetro o conceito padrão estabelecido pelo pós-modernismo, quando a conduta da pessoa é vista com maus olhos se não estiver de acordo com o “padrão” atual. Tal padrão diz respeito ao “politicamente correto”, principalmente no dizer, no tocante a opinião pessoal. Assim, em nome de uma ideologia igualitária, se estabelece um tipo de ditadura da opinião, o que na prática não passa de mera hipocrisia, pois não é possível que toda a sociedade se enquadre em um único conceito-padrão, posto que a vida em sociedade é ampla e diversificada na vida dos indivíduos que a compõem. 

O que se pode constatar é um grande contrassenso (ato ou dito contrário à boa lógica, à razão; disparate) da visão pós-moderna, onde nada é aceito se não se enquadrar no padrão estabelecido. Mas tudo é permitido quando isso dá prazer e satisfaz, então pode, sem restrição alguma, essa é a regra, independentemente de qualquer tipo de conceito predefinido, o que é tido hoje, pejorativamente, como mero preconceito de mentes retrógradas, atrasadas, que não evoluíram com o tempo.

Todos nós sabemos que há a necessidade de princípios que regulamente a vida em sociedade, para que a vontade de uma minoria não se sobreponha à vontade da maioria, quando um grupo, ou mesmo um indivíduo, em nome da “liberdade”, age a seu bel prazer, fazendo dessa sua suposta liberdade um ato de libertinagem. Isso acontece porque se relativiza a verdade, se não há absoluto, tudo é relativo, ou seja, a sua verdade não é a minha verdade, então, viva a sua verdade que eu vivo a minha verdade. Fazem do relativo a regra, mas o que é regra, se não há absoluto?! Isso é incoerente, pois aquele que afirma que não há absoluto se contradiz na sua própria afirmação.

Sim, a vida exige regras de conduta pré-estabelecidas como padrão que regulamente a moral e o bom senso da vida em sociedade. Nesse caso, a questão que se levanta é a seguinte: qual seria essa regra padrão e quem seria o seu idealizador ou legislador? É certo que dentre a humanidade não há um sequer que tenha condições de estabelecer a regra-padrão para todos, pois, nesse caso, ele próprio seria o modelo a ser seguido por todos os demais, mas, definitivamente, esse tal não existe entre os homens. Contudo, o padrão existe, e é sim a verdade. Mas a verdade de quem? de Deus! pois Ele mesmo é essa verdade: “Ele é a Rocha, cuja obra é perfeita, porque todos os seus caminhos justos são; Deus é a verdade, e não há nele injustiça; justo e reto é.” (Dt 32.4). Assim, somente Deus, mediante a Sua infalível e absoluta verdade, pode estabelecer o padrão de vida para todo o ser humano. 

Por fim, o princípio regulamentador da verdade de Deus exige que “tudo deve se pautar pela decência e pela ordem” (1 Co 14.40). Jamais haverá ordem naquilo em que não há decência, pois esta levará, naturalmente, àquela, em caso contrário, o resultado será o caos moral e social, como uma sequência de causa e efeito, levando os homens a um comportamento reprovável do ponto de vista da decência e da boa ordem. O temor a Deus (amor, respeito e submissão), é a força propulsora que nos leva a viver dentro de Seus elevados padrões estabelecidos em Sua Palavra. Jó é um exemplo, ele se desviava do mal porque era um homem temente a Deus (Jó 1.1). Tal como Jó seremos nós nesta vida se, assim como ele, andarmos no temor do Senhor. Então, tanto o ser, como o fazer e o dizer, devem passar pelo crivo da verdade, da verdade de Deus.

sábado, 27 de agosto de 2016

Você já ouviu falar em Nicolau Maquiavel?

"Os fins justificam os meios"

Resultado de imagem para Maquiavel
Nicolau Maquiavel (em italiano: Niccolò di Bernardo dei Macchiavelli; Florença, 3 de maio de 1469 — Florença, 21 de junho de 1527) foi um historiador, poeta, diplomata e músico italiano do Renascimento. É reconhecido como fundador do pensamento e da ciência política moderna, pelo fato de ter escrito sobre o Estado e o governo como realmente são e não como deveriam ser.

Resultado de imagem para Maquiavel
Desde as primeiras críticas, feitas postumamente pelo cardeal inglês Reginald Pole, as opiniões, muitas vezes contraditórias, acumularam-se, de forma que o adjetivo maquiavélico, criado a partir do seu nome, significa esperteza, astúcia, aleivosia, maldade.

O "Príncipe" é provavelmente o livro mais conhecido de Maquiavel e foi escrito em 1513. Teve origem com a união de Juliano de Médici e do Papa Leão X, 19 com a qual Maquiavel viu a possibilidade de um príncipe finalmente unificar a Itália e defendê-la contra os estrangeiros, apesar de dedicar a obra a Lourenço II de Médici, mais jovem, de forma a estimulá-lo a realizar esta empreitada. (wikipedia)

Assista ao documentário abaixo (legendado) e entenda a realidade da política que muitos praticam com o pensamento "maquiavélico" de que "os fins justificam os meios." 

Livre pensamento e pensar fora da caixa

Resultado de imagem para livre pensamento

Livre Pensamento

É o ponto de vista, filosófico ou não, que sustenta que os fenômenos e todas as coisas devem ser formados a partir da ciência, da lógica e da razão e não devem ser influenciados por nenhuma tradição, autoridade ou qualquer dogma, cujo adepto se proclama livre pensador e cuja aplicação por vezes é chamada de livre pensar.

Sua popularidade se deve principalmente aos pensadores de meados do século XVIII e século XIX cuja meta eram desenvolver o raciocínio liberto e em contraposição a qualquer influência de ideias preconcebidas, desenvolvendo assim pressupostos científicos e filosóficos livres de quaisquer elementos dogmáticos.

Entre os mais famosos livre-pensadores estão Robert Green Ingersoll, Gotthold Ephraim Lessing e Francisco Ferrer y Guardia e Voltairine de Cleyre.
(Wikipédia)

Pensar fora da caixa

A expressão "pensar fora da caixa" surgiu quando uma consultoria de estratégia passou a divulgar seu serviço usando um desafio gráfico, no qual era preciso unir nove bolinhas dentro de um retângulo, como se fosse uma caixinha, usando apenas quatro segmentos de reta. Só quando alguém tinha um insight de que o retângulo poderia ser ignorado - e isso equivale a tirar fora a caixa representada pelo retângulo - é que eram visualizadas as soluções alternativas, que saltavam aos olhos pelo fato de a caixa ter sido posta de lado.

Desde então a expressão se tornou um sinônimo da capacidade de encontrar soluções que não são óbvias ou ortodoxas. A expressão é muito utilizada para incitar o pensamento criativo sugerindo pensar além do óbvio, pensar fora dos padrões usuais, é PENSAR FORA DA CAIXA.

No vídeo, Mario Persona traz uma explicação quanto ao pensar fora da caixa. Inserido no meio, tem uma reflexão sobre o pensar fora da caixa no que diz respeito à igreja. Assista:

Criatividade e sucesso - 20 maneiras de ser mais criativo

1. Saiba que há um tesouro em sua cabeça - uma mina de ouro entre suas orelhas: Construir um computador com as mesmas características do seu cérebro custaria mais do que 3 bilhões de bilhões de dólares. Sabe como se escreve isso? Assim: um três e dezoito zeros: US$ 3. 000. 000. 000. 000. 000. 000,00.

2. Todos os dias escreva pelo menos uma ideia sobre estes assuntos: Como eu posso fazer meu trabalho melhor; como eu poderia ajudar outras pessoas; como eu posso ajudar minha empresa; como eu posso ajudar o meu país.

3. Escreva seus objetivos específicos de vida: Agora, carregue esta relação no bolso - sempre.

4. Faça anotações: Não saia sem papel e lápis ou algo para escrever. Anote tudo, não confie na memória.

5. Armazene ideias: Coloque em cada pasta um assunto. Ideias para a casa, para aumentar a sua eficiência no trabalho, para ganhar mais dinheiro. E vá aumentando este banco de dados com leitura, viagens, conhecimento com novas pessoas, filmes, competições esportivas, etc.

6. Observe e absorva: Observe tudo cuidadosamente. Aproveite o que você observa. E principalmente, observe tudo como se fosse a última vez que você fosse ver.

7. Desenvolva uma forte curiosidade sobre pessoas, coisas, lugares: Ao falar com outra pessoa faça com que ela se sinta importante.

8. Aprenda a escutar e ouvir, tanto com os olhos quanto com os ouvidos: Perceba o que não foi dito.

9. Descubra novas fontes de ideias: Utilize-se de novas amizades, de novos livros, de assuntos diversos e até de artigos como este que você está lendo.

10. Compreenda primeiro: Depois julgue.

11. Mantenha o sinal verde de sua mente sempre ligado, sempre aberto.

12. Procure ter uma atitude positiva e otimista: Isso ajudo você o realizar seus objetivos.

13. Pense todos os dias: Escolho uma hora e um lugar para pensar alguns minutos, todos os dias.

14. Descubra o problema: Ataque seus problemas com maneiras ordenados. Uma delas é descobrir qual é realmente o problema, senão você não vai achar o solução. Faço seu subconsciente trabalhar. Ele pode e preciso. Dia e noite. Fole com alguém sobre a ideia, não o deixe morrer.

15. Construa GRANDES ideias a partir de pequenas ideias: Associe ideias. Combine. Adapte. Modifique. Aumente. Diminua. Substituo. Reorganize-os. E, finalmente, inverto os ideias que você tem.

16. Evite coisas que enfraqueçam o cérebro: barulho, fadiga, negativismo, dietas desequilibrados, excessos em geral.

17. Crie grandes metas. Grandes objetivos.

18. Aprenda a fazer perguntas que desenvolvam o seu cérebro: Quem, Quando, Onde, O quê, Por quê, Qual, Como.

19. Coloque as ideias em ação: Lembre-se de que uma ideia razoável colocado em ação é muito melhor que uma grande ideia arquivado.

20. Use o seu tempo ocioso com sabedoria: Lembre-se de que o maior porte dos grandes ideias, os grandes livros, os grandes composições musicais, os grandes invenções foram criadas no tempo ocioso dos seus criadores.

(Por Catherine Patrick - Em seu livro "O que é o pensamento criativo.")

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

LIVRO: Filosofia e Cosmovisão Cristã

Os autores deste livro, J. P. Moreland e William Lane Craig, estão convencidos de que ainda há respostas objetivas e definitivas a essas indagações (indagações apresentadas na contra capa do livro). São questões que envolvem a fé, mas que devem ser respondidas também à luz da filosofia. Na verdade, à luz da filosofia e da fé. Longe de serem excludentes, esses dois campos são e devem ser complementares. 

Em filosofia e cosmovisão cristã, esses consagrados e prestigiados autores, com excelente formação acadêmica, oferecem uma introdução abrangente da filosofia sob a ótica cristã. Advogam que a filosofia pode e deve ser usada em favor da fé cristã. Eles desmistificam o conceito de que toda filosofia é vã, conceito esse defendido por certas alas do cristianismo, Ao contrário dessa corrente anti-intelectual, Moreland e Craig defendem veementemente que, quando bem empregada, a filosofia é uma excelente ferramente para o pensador cristão, e, por extensão, para o cristianismo em geral. 

filosofia e cosmovisão cristã, é uma obra marcante, inteligente e muito bem concebida. Esse pensamento do filósofo e matemático francês, Blaise Pascal (1623-1662) ilustra muito bem o objetivo desse livro ímpar: "O homem é feito visivelmente para pensar [...] e todo o seu dever é pensar certo". Não temos dúvidas de que todos se beneficiarão deste livro ao "pensar certo", ou seja, ao aliar a genuína fé ao correto labor filosófico. Pense nisso. Pense certo.

Os autores:

J. P. Moreland, tem doutorado pela Universidade do Sul da Califórnia. Atualmente é professor de filosofia e diretor do programa de mestrado em filosofia e ética na Talbot School of Theology, Universidade de Biola, LaMirada, California nos Estados Unidos. É autor de inúmeros artigos em revistas especializadas, além de ter escrito e coordenado diversos livros.

William Lane Craig, tem doutorado péla Universidade de Birmingham (na Inglaterra) e pela Universidade de Munique (na Alemanha). Foi professor de filosofia da religião na Trinity Evangelical Divinity School  (nos Estados Unidos). Foi professor no Institut Supérieur de Philosophie, na Universidade de Louvain (na Bélgica). Leciona atualmente nos Estados Unidos, na Talbot School of Theology. É autor do livro A verdade da fé cristã, publicado por Edições Vida Nova, tendo também escrito dezenas de artigos e livros no campo da filosofia da religião e da apologética.

Fonte: O texto foi extraído das orelhas do próprio livro, Filosofia e Cosmovisão Cristã. 

Edições Vida Nova.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Filosofia

É o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos, à mente e à linguagem. Ao abordar esses problemas, a filosofia se distingue da mitologia e da religião por sua ênfase em argumentos racionais; por outro lado, diferencia-se das pesquisas científicas por geralmente não recorrer a procedimentos empíricos em suas investigações. Entre seus métodos, estão a argumentação lógica, a análise conceptual, as experiências de pensamento e outros métodos a priori. A Filosofia é o saber mais abrangente. A partir dela, são fundamentados e desenvolvidos os projetos educacionais e as pesquisas, bem como embasa-se, inclusive, a consultoria a instituições científicas, artísticas e culturais...

Definição de filosofia

A palavra "filosofia" (do grego) é uma composição de duas palavras: philos (φίλος) e sophia (σοφία). A primeira é uma derivação de philia (φιλία) que significa amizade, amor fraterno e respeito entre os iguais; a segunda significa sabedoria ou simplesmente saber. Filosofia significa, portanto, amizade pela sabedoria, amor e respeito pelo saber; e o filósofo, por sua vez, seria aquele que ama e busca a sabedoria, tem amizade pelo saber, deseja saber.

A tradição atribui ao filósofo Pitágoras de Samos (que viveu no século V a.C.) a criação da palavra. Conforme essa tradição, Pitágoras teria criado o termo para modestamente ressaltar que a sabedoria plena e perfeita seria atributo apenas dos deuses; os homens, no entanto, poderiam venerá-la e amá-la na qualidade de filósofos.

A palavra philosophía não é simplesmente uma invenção moderna a partir de termos gregos, mas, sim, um empréstimo tomado da própria língua grega. Os termos φιλοσοφος (philosophos) e φιλοσοφειν (philosophein) já teriam sido empregados por alguns pré-socráticos (Heráclito, Pitágoras e Górgias) e pelos historiadores Heródoto e Tucídides. Em Sócrates e Platão, é acentuada a oposição entre σοφία e φιλοσοφία, em que o último termo exprime certa modéstia e certo ceticismo em relação ao conhecimento humano.

Disciplinas filosóficas

A filosofia é geralmente dividida em áreas de investigação específica. Em cada área, a pesquisa filosófica dedica-se à elucidação de problemas próprios, embora sejam muito comuns as interconexões. As áreas tradicionais da filosofia são as seguintes:

Metafísica: ocupa-se da elaboração de teorias sobre a realidade e sobre natureza fundamental de todas as coisas. O objetivo da metafísica é fornecer uma visão abrangente do mundo – uma visão sinóptica que reúna em si os diversos aspectos da realidade. Uma das subáreas da metafísica é a ontologia (literalmente, a ciência do "ser"), cujo tema principal é a elaboração de escalas de realidade. Nesse sentido, a ontologia buscaria identificar as entidades básicas ou elementares da realidade e mostrar como essas se relacionam com os demais objetos ou indivíduos - de existência dependente ou derivada.

Epistemologia, ou teoria do conhecimento: é a área da filosofia que estuda a natureza do conhecimento, sua origem e seus limites. Dessa forma, entre as questões típicas da epistemologia estão: “O que diferencia o conhecimento de outras formas de crença?”, “O que podemos conhecer?”, “Como chegamos a ter conhecimento de algo?”.

Lógica: é a área que trata das estruturas formais do raciocínio perfeito – ou seja, daqueles raciocínios cuja conclusão preserva a verdade das premissas. Na lógica são estudados, portanto, os métodos e princípios que permitem distinguir os raciocínios corretos dos raciocínios incorretos.

Ética, ou filosofia moral: é a área da filosofia que trata das distinções entre o certo e o errado, entre o bem e o mal. Procura identificar os meios mais adequados para aprimorar a vida moral e para alcançar uma vida moralmente boa. Também no campo da ética dão-se as discussões a respeito dos princípios e das regras morais que norteiam a vida em sociedade, e sobre quais seriam as justificativas racionais para adotar essas regras e princípios.

Filosofia política: é o ramo da filosofia que investiga os fundamentos da organização sociopolítica e do Estado. São tradicionais nessa área, as hipóteses sobre o contrato original que teria dado início à vida em sociedade, instituído o governo, os deveres e os direitos dos cidadãos. Muitas dessas situações hipotéticas são elaboradas no intuito de recomendar mudanças ou reformas políticas aptas a aproximar as sociedades concretas de um determinado ideal político.

Estética, ou filosofia da arte: entre as investigações dessa área, encontram-se aquelas sobre a natureza da arte e da experiência estética, sobre como a experiência estética se diferencia de outras formas de experiência, e sobre o próprio conceito de belo.

Metafilosofia: é a "filosofia da filosofia". Procura determinar, entre outras coisas, o que é, suas limitações e o objetivo da filosofia enquanto ramo do saber humano.

Fonte: Wikipédia

O que é uma cosmovisão?

Por Levi Costa

A definição do dicionário Houaiss da língua portuguesa para cosmovisão é: 

"Maneira subjetiva de ver e entender o mundo, especialmente as relações humanas e os papéis dos indivíduos e o seu próprio na sociedade, assim como as respostas a questões filosóficas básicas, como a finalidade da existência humana, a existência de vida após a morte etc.; visão de mundo (cosmos + visão)." 

- Uma outra definição para cosmovisão diz:

"É um conjunto de suposições e crenças que alguém usa para interpretar e formar opiniões acerca da sua humanidade, propósito de vida, deveres no mundo, responsabilidades para com a família, interpretação da verdade, questões sociais, etc." 

- James W. Sire, em seu livro: O Universo ao Lado, Pág. 20, diz:

Poucas pessoas tem alguma coisa perto de uma filosofia articulada - pelo menos como demonstrado por grandes filósofos. Mas todos tem uma cosmovisão. Toda vez que pensamos sobre qualquer coisa - desde um pensamento causal (Onde deixei meu relógio? ), até a mais profunda questão (Quem sou eu?), estamos operando dentro de um esquema de pensamentos e ações. Na verdade, isso é apenas a hipótese de uma cosmovisão, básica ou simples que nos permite pensar como um todo. 

- Da minha vez, digo:

Todos nós devemos ter um ideal de vida para viver, viver por um ideal! Porque viver de verdade, não se restringe ao ato natural de respirar (absorver/fazer entrar oxigênio nos pulmões), e expirar (expelir o ar dos pulmões pelas vias respiratórias). A vida consiste em se observar e explorar o que o mundo à nossa volta nos apresenta. É por tudo aquilo que observarmos e pelo que explorarmos da vida neste mundo, que podemos tirar nossas conclusões para aprendermos e crescermos, alcançando maturidade e experiência de vida no mundo ao qual estamos inseridos e nele habitamos. Com maturidade e com experiência, passamos a definir quem queremos ser e como queremos viver neste mundo do qual fazemos parte, isso é a nossa cosmovisão, o mais, é apenas consequência disso.

Por fim, é exatamente esse o meu propósito, ou seja, ter a minha própria cosmovisão, a partir de tudo aquilo que eu faço, daquilo que eu falo e do que eu sou. Com esse propósito foi que criamos nosso novo blog, o "PensaMente", com postagens e reflexões que nos façam pensar dentro de uma cosmovisão real. Como já diz o velho ditado: "Cabeça que não pensa, o corpo padece".

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Diversidade religiosa na expressão da religiosidade



Por Levi Costa

Quando a vida religiosa não passa de mera religiosidade, a nossa visão de mundo e de vida é visto quase sempre pela ótica religiosa, pelas lentes da religião. Porém, tal religião se resume a uma crença pessoal daquilo que o próprio religioso admite como sendo bom ou mau. Portanto, é a partir dessa ótica pessoal que se é induzido a definir o certo e o errado em tudo o mais diante de nós.

O perigo dessa religiosidade, é que ela nos leva a interpretar a vida a partir de um modo pré-definido que passa pelas lentes do nosso próprio senso religioso. Então, não conseguimos enxergar nada que não se amolde ao que já aprovamos segundo os nossos próprios critérios pessoais. Daí o que se passa a buscar nos outros não é fazê-los participantes da fé, ao contrário, o que se deseja mesmo é que os outros passem a ver as coisas e viver a vida a exemplo do nosso próprio modo de ser. Quando isso não acontece, passamos a enxergá-los como contrários a nós, gente que não se enquadra em nosso senso religioso pessoal. 

Para que um estilo de vida religiosa se sustente, se faz necessário cumprir rigorosamente as práticas que a religião exige da pessoa, porque o ser religioso depende do fazer para existir, ou seja, os rituais validam a crenças e satisfazem o indivíduo pelo senso do dever cumprido. Mas a fé não se define como crença que leva à práticas religiosas, ela significa a total dependência daquele de quem a própria fé é um dom. Assim, não é pelo que fazemos ou deixamos de fazer, não é uma questão de fazer para merecer, é crer para receber, o que passa disso não é mais que religião, uma mera religiosidade imposta ao homem. 

Há no meio religioso uma diversidade de opções que visam atender às preferências religiosas das pessoas. Podemos dizer que a religiosidade é como uma grande colcha de retalhos com cores e tons variados, ao gosto de cada pessoa. Assim, na religiosidade, como no caso das cores, cada um tem o seu gosto e preferência por esta ou por aquela religião que melhor atenda a esses gostos e preferências. É por isso que quando discutimos a preferência religiosa de alguém, terminamos por levantar acirradas e acaloradas discussões de caráter religioso, gerando impasses e debates tensos entre as partes envolvidas.

Quando as instituições religiosas não agradam nem satisfazem aos anseios das pessoas, cria-se uma nova modalidade religiosa que, com o passar do tempo, vai agregando mais e mais pessoas que se identificam com essa nova opção de modalidade religiosa, foi o que ocasionou (e tem ocasionado), as várias dissidências religiosas ao longa da história. Assim, fica evidente a diversidade religiosa das pessoas na expressão de sua religiosidade, pois o ser humano é, em seu ser, um ser religioso.

SÉRIE - O FILÓSOFO E DEUS

Aristóteles - I
A seguir, em ordem histórica, a visão de pensadores ocidentais, da antiguidade grega até o século 20, e a maneira como a ideia de Deus permeou as teorias de cada um deles. *1º - ARISTÓTELES.* Nenhum pensador influenciou mais o pensamento científico do que o grego Aristóteles. Autor de uma obra caudalosa, criador de disciplinas como a lógica, seus conceitos e preconceitos (conceito antecipado), ainda hoje ecoam na filosofia, nas ciências e nas artes. Nasceu em Estagira, Macedônia, em 384 a.C. e morreu na ilha de Eubea, em 322 a. C. Ainda jovem, ingressou na célebre Academia de Platã... mais »

Em ordem histórica, a visão de pensadores ocidentais, da antiguidade grega até o século 20, e a maneira como a ideia de Deus permeou as teorias de cada um deles. *2º - GALILEU.* O matemático e físico italiano Galileu Galilei foi, ao lado do francês René Descartes, o principal responsável pela concepção “moderna” de natureza que logo encontraria sua expressão acabada na física do inglês Issac Newton, adotada pelas gerações seguintes como paradigma de todas as ciências. Galileu nasceu em Pisa, no ano de 1564, e morreu em Arcetri, perto de Frorença, em 1642. De suas muitas contribuiç... mais »
Descartes - III
Em ordem histórica, a visão de pensadores ocidentais, da antiguidade grega até o século 20, e a maneira como a ideia de Deus permeou as teorias de cada um deles. *3º - DESCARTES* Considerado “o primeiro homem moderno”, René Descartes, nascido em La Haye, França, em 1596, e morto em Estocolmo, Suécia, em 1650, estudou em colégio jesuíta o que o levou, na juventude, ao completo ceticismo. Para conhecer o mundo, alistou-se em vários exércitos. Retido pelo inverno num quartel da Alemanha, entrou num processo reflexivo em que chegou a duvidar da própria existência. Mas logo percebeu que... mais »

Newton - IV
Em ordem histórica, a visão de pensadores ocidentais, da antiguidade grega até o século 20, e a maneira como a ideia de Deus permeou as teorias de cada um deles. *4º - NEWTON*. Com Newton, a física moderna e o paradigma mecanicista na qual ela se apóia chegaram à sua suprema realização. A ponto de o filósofo alemão Imanuel Kant ter considerado a física de Newton como sendo a própria ciência. De fato, somente no século 20, com a Teoria da Relatividade (Einstein) e a Teoria Quântica (Bohr, entre outros), os fundamentos da física newtoniana foram postos em xeque. Um dos maiores gênios de todos os tempos, esse inglês neurótico, celibatário, rancoroso e vingativo nasceu no lugarejo de Woolsthorpe, no natal de 1642, e morreu em Kensington, em 172... mais »

Freud - V
Em ordem histórica, a visão de pensadores ocidentais, da antiguidade grega até o século 20, e a maneira como a ideia de Deus permeou as teorias de cada um deles. *5º - FREUD.  Se houvesse analisado a obra de Newton como fez com a de Leonardo da Vinci, Sigmund Freud, o fundador da psicanálise, certamente teria interpretado a concepção teológica newtoniana como conseqüência de um “complexo paterno”. E provavelmente estaria com a razão. O problema é que, para Freud, toda e qualquer concepção religiosa era fruto do “complexo paterno”. Ao escrever sobre a origem psíquica da ideia religiosa, Freud as tratou como “ilusões, realizações dos mais antigos, fortes e prementes desejos da humanidade”. E explicou: “... a impressão terrificante de desampar... mais »
_____________________________________________________________________________

Einstein - VI  (o último da série)

Em ordem histórica, a visão de pensadores ocidentais, da antiguidade grega até o século 20, e a maneira como a ideia de Deus permeou as teorias de cada um deles. *6º - Einstein *(O último desta série). A Teoria da Relatividade de Albert Einstein constitui indiretamente a primeira critica radical da física moderna (newtoniana) e do paradigma mecanicista, superando idéias clássicas como as de espaço e tempo absolutos, independentes dos fenômenos, ou da distinção entre matéria e energia. Nascido em 1879, na cidade alemã de Ulm e morto no ano de 1955 em Princeton Estados Unidos. Esse judeu cidadão do mundo tornou-se a maior celebridade científica de todos os tempos. Sua oposição a toda forma de rigidez mental manifestou-se já na infância. A ... mais »

domingo, 21 de agosto de 2016

LIVROS: Dica de leitura para pensar



LIVRO: Porque a ciência não consegue enterrar Deus

Ser cristão, para os novos ateístas, priva a pessoa de qualquer qualidade racional. Todavia, cientistas e filósofos ilustres, como Bacon, Galileu, Newton, e Clerk Maxuell professavam acreditar num Deus criador inteligente, de cujo cérebro nascera o cosmos. Nesta batalha, os propagadores da ciência como religião esquecem-se de que, em grande parte, a própria ciência é um conjunto de crenças, muitas delas postuladas a partir de pressupostos improváveis fora da mera especulação. O debate entre cristãos e ateus sempre teve como campo de batalha mais áspero o ambiente científico... Par... mais »
------------------------------------------------------------
LIVRO: Jesus, o maior psicólogo que já existiu

Como os ensinamentos de Cristo podem nos ajudar a resolver os problemas do cotidiano e aumentar nossa saúde emocional. Pela primeira vez nos últimos cem anos, a psicologia volta o olhar para o tesouro inestimável contido nas lições de Jesus, que nos permitem ver a vida de forma mais simples e amorosa. Examinando algumas das principais parábolas da Bíblia à luz do pensamento psicológico contemporâneo, Mark Baker foi capaz de extrair novos significados do conhecimento científico, empregando-os em seu trabalho como terapeuta. Para mostrar como esses ensinamentos de dois mil anos po... mais »

---------------------------------------------------------------------

*A Vida Examinada. Um Catálogo Elementar de Cosmovisões.* Poucas pessoas tem alguma coisa próxima de uma filosofia articulada - pelo menos como demonstrado por grandes filósofos... Mas todos tem uma cosmovisão. Toda vez que qualquer um de nós pensa sobre qualquer coisa - desde um pensamento casual (onde deixei meu relógio?) até a mais profunda questão (quem sou eu?) - estamos operando dentro de um esquema de pensamentos e ações... A batalha para descobrir nossa própria fé, nossa própria cosmovisão, nossas crenças sobre a realidade, é o tema deste livro. Para estarmos plenamente c... mais »
------------------------------------------------------------------------
LIVRO: Introdução à Filosofia - Uma perspectiva cristã

No decurso da história, a filosofia tem tido um relacionamento de amor-ódio com o cristianismo e a teologia cristã. Alguns têm considerado a filosofia como sendo a ferramenta do diabo, e ecoam a pergunta de Tertuliano: "O que Atenas e Jerusalém têm a dizer uma à outra?". Não sentimos qualquer impulso ou para glorificar a filosofia, ou para vilipendiar a filosofia. Sua constante existência entre as ciências humanas é testemunho suficiente da sua importância. Este livro é uma introdução valiosa à matéria frequentemente complexa e difícil da filosofia. Os autores apresentam as questõ... mais »
--------------------------------------------------
LIVRO: As grandes questões sobre a fé

Respostas às perguntas que você sempre fez, mas ninguém respondeu.
*Apresentação:* Há dezoito séculos, o grande teólogo cristão Tertuliano escreveu: "A partir do momento em que começamos a fruir de Cristo Jesus, abandonamos a busca e a indagação não há mais necessidade de investigação depois que provamos o evangelho! Com nossa fé, não desejamos mais nenhuma crença. Pois esta é nossa fé primordial: a de que não há nada mais em que devemos crer". Desde que Tertuliano esboçou essas palavras - lembrando que ansiava por ver os filósofos pagãos arderem no dia do Juízo Final...mais » 
--------------------------------------------------------------

Nas páginas iniciais de A História da Filosofia, Wil Durant o leitor para o fato de não ser esta uma história completa da filosofia, mas uma tentativa de humanizar o conhecimento, concentrando a história do pensamento especulativo em torno de certas personalidade dominante. Não infundada era a preocupação do autor, fruto de uma época em que o conhecimento humano se tornara incontrolavelmente vasto e cada vez mais inacessível ao leigo. E foi esse público numeroso e não especializado que acolheu, com grande entusiasmo, a primeira publicação desta obra, em 1926. Ainda hoje, mais de nove décadas depois, A História da Filosofia se constitui em uma das mais importantes sínteses do pensamento filosófico ocidental... mais »
-------------------------------------------------------------

LIVRO: Freud versus Deus

*Meu exemplar da 1ª edição*Como a Psiquiatria perdeu a alma e o Cristianismo perdeu a cabeça. Neste livro, o psiquiatra cristã Dan Blazer tenta uma reaproximação entre a psiquiatria e o cristianismo. Para incentivá-la, mediante um debate que foi perdido no início do século passa do e retomado a partir de Freud ele remonta ao surgimento de questões que mantiveram ao psiquiatria e o cristianismo afastados, uma vez que tanto a prática da psiquiátrica quando o aconselhamento pastoral tratam da alma humana... Freud versus Deus traça um histórico da ciência psiquiátrica e do aconselhamen... mais »

-------------------------------------------------------------
LIVRO: Pentecostal de Coração e Mente

Um chamado ao dom divino do intelecto. Glorifique a Deus com sua mente, coração e espírito. O movimento pentecostal-carismático trouxe grande vitalidade à vida da igreja. Esse movimento do início do século XX, porém, também tinha um forte elemento de anti-intelectualismo que faz com que, desde então e até hoje, muitos cristão desvalorizem a razão. Esse livro examina as raízes do anti-intelectualismo e explora as bases bíblicas e históricas dessa tendência, mostrando a importância do dom divino do intelecto em termos de fé e prática. Nañez mostra como a razão humana nos ajuda tant... mais »

------------------------------------------------------------------
LIVRO: Pós-modernidade e Cristianismo Evangélico

*Meu exemplar da 1ª edição do livro* A transição da era moderna para a pós-moderna coloca um sério desafio à igreja e à sua missão no contexto de sua nova geração. Confrontado por esse novo estado de coisas, não podemos cair na armadilha do desejo nostálgico pelo retorno daquela modernidade primitiva que deu à luz o movimento evangélico, pois não somos chamados a ministrar a uma época remota, mas aos dias de hoje, cujo contexto acha-se sob a influência da pós-modernidade. O pós-modernismo apresenta alguns perigos, não obstante, seria irônico - na verdade seria trágico - se os evang... mais »

--------------------------------------------------------

Os autores deste livro, J. P. Moreland e William Lane Craig, estão convencidos de que ainda há respostas objetivas e definitivas a essas indagações (indagações apresentadas na contra capa do livro). São questões que envolvem a fé, mas que devem ser respondidas também à luz da filosofia. Na verdade, à luz da filosofia e da fé. Longe de serem excludentes, esses dois campos são e devem ser complementares. Em filosofia e cosmovisão cristã, esses consagrados e prestigiados autores, com excelente formação acadêmica, oferecem uma introdução abrangente da filosofia sob a ótica cristã. Adv... mais »

sábado, 20 de agosto de 2016

Mente dominada, gente escravizada

Por Levi Costa

Em qualquer ambiente que tenha como regra o sentir e não o pensar, fazendo uso do coração e não da razão, tal ambiente é de fácil manipulação por parte daqueles que estão no comando, fazendo dos participantes massa de manobra, pessoas sugestionadas a falar e a fazer apenas o que manda a regra do sistema dominante. 

Assim, não surgirá perguntas nem questionamentos, não haverá alguém que queira saber o porquê das coisas. Mas, caso haja algum rebelde insubmisso que tenha a ousadia de pensar por si mesmo, questionando as regras do sistema, então é preciso calá-lo ou, se preciso for, eliminá-lo, pois o mesmo já não admite aceitar sem saber o real fundamento das regras apresentadas.

Mas, quais ambientes usariam desse mecanismo para operar sem oposição às suas regras? Eu diria que em quase todos os sistemas (senão em todos), que usam de quaisquer meios para manter seu "status quo" (do latim, estado atual), essa é prática comum. Visam manter um estado de domínio intocável, ditando livremente suas regras para seus próprios interesses. 

Tais detentores do poder, encontraram um meio eficaz de domínio das massas, ou seja, o domínio da mente, pois sabem que: mente dominada, gente escravizada. Assim, o poder dominante é senhor absoluto da situação e tudo o mais gira em torno de dois eixos: o controle e o domínio. Uns poucos são os que controlam, sendo a maioria dominada pelo controle dos dominadores. 

A realidade dos fatos é que a política e a religião são os dois grandes sistemas de domínio e controle das massas, do povo desvalido e dependente, principalmente daqueles que não pensam ou não querem pensar por si mesmos. Portanto, a política e a religião são as duas molas que movimentam a vida do homem desde o início de sua história. 

E você, em que situação está sua vida? É você um dos dominadores ou um daqueles que é controlado por eles? Não, nem um nem o outro, nem agente de dominação nem sujeitos dos dominadores. Sejamos livres, livres para pensar como seres racionais que somos, pois temos a capacidade de saber racionalmente o que e o porquê das coisas. Em fim, vivamos os princípios de vida que dignificam a pessoa humana.

Todas as nossas postagens neste blog




*Por Levi Costa* Incluir uma visitinha ao cemitério após uma realização ou depois de uma grande conquista pessoal, é de bom alvitre, pois nos fará conscientes de que nada nesta vida fará do homem um ser infalível ou imortal, por mais extraordinário e grandioso que tenha sido seu feito. E para completar o passeio, confira nas lápides dos túmulos os nomes dos ilustres ocupantes dos mesmos, você verá que ali se encontram muitos dos grandes que passaram por este curto tempo chamado vida, independente de quem eles tenham sido e do que tenham conquistado. Portanto, o cemitério é o desti... mais »

----------------------------------

*Por Levi Costa * Se eu tivesse um ministério de curas, milagres e prosperidade material e não tivesse o ministério da Palavra, com certeza eu seria um obreiro frustrado com um ministério incompleto do ponto de vista do Reino de Deus. O ensino e a pregação da palavra é a regra na execução da obra do Reino de Deus, pois a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus, as demais coisas são a consequência disso, coisas estas operadas diretamente pelo próprio Deus, e não promovida pelo homem, como vemos em Marcos 16.15,20 que diz: "E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda c... mais »
-----------------------------

*Por Levi Costa* Não se sinta um derrotado por ter tentado e ter errado, orgulhe-se antes pelo fato de você não ter ficado inativo sem fazer nada. Acertos e erros é parte da nossa condição humana, é algo próprio do ser humano normal e faz parte do processo natural da vida. É por meio do processo de acertos e erros que aprendemos e crescemos rumo à maturidade. Saiba que boa intenção não passa de mera intenção, pois entre a teoria e a prática está você. Então, pense para compreender; compreenda para mudar e mude para crescer. Sem mobilizar qualquer ação, é falso afirmar sentir pela ... mais »
---------------------------------

*Por Levi Costa * Milagre da natureza, você já deve ter ouvido essa frase, pois ela é bastante comum. Mas o que essa frase representa na prática? Para um *evolucionista*, quer dizer que a força da natureza é a causa que leva a efeito todos os fenômenos naturais, sejam no plano macro ou microcósmico. O *panteísta*, ele vê a divindade na natureza quando afirmam que deus é tudo e tudo é deus, ou seja, eles confundem a criação com o criador, portanto, a natureza é capaz de operar milagres por si mesma. E para um *teísta*, como ele vê essa questão? Por certo o teísta, como criacionist... mais »
-----------------------------------------

*''Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém''* *(Mt 28.19,20).* **Por Levi Costa* Após o novo crente ter sido integrado à igreja, ele passa a receber acompanhamento através do ensino sistemático da palavra de Deus para que possa alcançar crescimento espiritual e maturidade na vida cristã. *O que é o ensino?* É despertar, motivar e interessar a mente do aluno (discípulo)... mais »
-------------------------------------------------------------------------------

*Por Levi Costa* O que faz a diferença em nossa oração, não é o local nem o horário que oramos, e, sim, a nossa atitude pessoal na oração. "*Quero, pois, que os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda.*" – (1 Tm 2.8). *"Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos"* – (Ef 6.18) Na parábola do fariseu e do publicano, ambos, fariseu e publicano, foram ao templo (lugar de culto), para orar, porém o religioso fariseu se expressa arrogantemente diante de Deus com... mais »
----------------------

*Por Levi Costa* *Filosofar é preciso* Filosofar é uma forma de sair da mesmice da vida e ir além do óbvio. Quando filosofamos acerca da vida, estamos ultrapassando os limites de uma mente limitada que pensa dentro de um sistema de coisas previamente estabelecido. Assim, o ato de filosofar é o meio pelo qual podemos explorar além do comum e costumeiro. Quem vive dentro de um padrão de vida pré-definido e pré-estabelecido, não passa de um comum entre os demais, e, lamentavelmente, isso corresponde à maioria de nós. Portanto, digo: "PensaMente", ou seja, use a mente para pensar, poi... mais »
-----------------------------------

*Por Levi Costa* O poder de uma pregação não consiste nos movimentos físicos/corporais que um pregador adota ou no volume e tom de voz que ele assume, mas, consiste no conteúdo bíblico da mensagem que ele prega, "pois o Evangelho é o PODER de DEUS" (e não do pregador), para salvar todo aquele que crê (Rm 1.16). Quando aquele que prega passa a usar e abusar das encenações no púlpito, ele deixa de ser um pregador e passa a ser um ator, fazendo do púlpito um simples palco de suas amadoras apresentações. Quando eu estou diante de um pregador da palavra de Deus o meu interesse é o de... mais »
--------------------------------

*Por Levi Costa* A igreja (congregação) tem se tornado cada vez mais um mero clube social com características religiosas. Muitos dos que frequentam o templo, aos finais de semana, só o fazem (quando fazem) por simples conveniência religiosa, isso porque não frequentam os ambientes de entretenimento que os não religiosos (não crentes) frequentam. A finalidade termina sendo a de cumprir mais um momento programado com dia e hora marcados nem que seja somente para mostrar que ainda está por ali. Então eu pergunto: O tempo dessas pessoas no templo, em um final de semana qualquer, pode... mais »
-----------------------------------------------

*Por Levi Costa* Os modismos em nada edificam a igreja, mas, com facilidade, eles entram nela. Foi o que ocorreu na igreja da Galácia, Paulo repreende os gálatas dizendo-se admirado de que logo após sua partida, estes tenham passado para “*outro evangelho*”, um evangelho que transtorna o verdadeiro evangelho, Paulo condenou tal atitude dos gálatas (Gl 1.6-8). Em outra ocasião, o mesmo apóstolo recomenda aos crentes que se afastem de homens fraudulentos que se infiltram na igreja com aparência de piedade, mas com ensinamentos contrários, no intuito de tirar proveito da igreja... mais »
-------------------------------------------------------------------------------------------

*Por Levi Costa* Alguns acham que por serem crentes não podem crer em si mesmos naquilo que diz respeito às suas potencialidade de vida. Mas, a nossa fé em Deus em nada elimina a fé em nós também, ou seja, a confiança que devemos ter em nossas próprias potencialidades pessoais. Quando o anjo chega a Gideão lhe diz três coisas para as quais devemos atentar muito bem, pois dizem respeito a nós também, disse o anjo: *"O Senhor é contigo, varão valoroso, vai nesta tua força"* (Jz 6.13,14), é o mesmo que dizer: "Você não está só; você tem valor; você é capaz." Então, porque ficar es... mais »
-----------------------------------------------------------------------------------------
O Estado é laico, mas não é laicista, nem evangélico, é do povo brasileiro!


*Por Levi Costa* Um dos grandes problemas no Oriente Médio é a dominação à força do chamado estado islâmico. O termo estado islâmico refere-se aos Estados que adotaram o Islã, mais especificamente a Sharia ou "Lei de Deus", tal como os seus fundamentos ideológicos para a sua instituição política. A real intenção dos radicais islâmicos é querer subjugar as demais nações ao seu governo e regime "teocrático" e totalitário. Com isso, eu fico a pensar em nosso caso político brasileiro, ou seja, muitos evangélicos sonham com um presidente "evangélico" no governo do Brasil, por quê? Para... mais »
-------------------------------------------------------------------------------------

*Por Levi Costa * A religiosidade é tão fraca que com tudo se escandaliza. Foi o que aconteceu na casa do fariseu Simão, quando a mulher lava os pés de Jesus com as próprias lágrimas e as enxuga com seus cabelos (Lc 7.37,38), aí o fariseu pensou consigo: "Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora..." (Lc 7.39b). De pronto, o religioso fariseu julga e condena a mulher, disse ele: "pois é uma pecadora...", alem disso, ainda duvidou que Jesus fosse um legítimo profeta, pois, pensou consigo, se Jesus fosse um verdadeiro profeta de De... mais »
----------------------------------------------------

*Por Levi Costa * Existe duas datas que nos marcam profundamente e para sempre nessa nossa existência, a saber: *- O dia do nascimento,* é o inicio de tudo, é quando passamos a existir neste mundo, quando tomamos parte com os demais que já haviam chegado por aqui antes de nós, os nossos semelhantes. *- O dia da morte,* é o encerramento da nossa participação no palco desta vida. Agora só resta história, a nossa história de vida que será contada por aqueles que continuarão depois de nós, em especial aqueles que surgiram a partir de nós, que, por sua vez, darão continuidade nessa hi... mais »
--------------------------------------------------------------

*Por Levi Costa* Em seu discurso no Areópago para alguns dos filósofos epicureus e estoicos que contendiam com ele dizendo: *"Que quer dizer este paroleiro? E outros: Parece que é pregador de deuses estranhos; porque lhes anunciava a Jesus e a ressurreição".* (Atos 17.18). Então Paulo cita o poeta pagão Epimênides, a quem aqueles filósofos areopagitas conheciam muito bem, disse o apóstolo: *"E de um só sangue fez toda a geração dos homens, para habitar sobre toda a face da terra, determinando os tempos já dantes ordenados, e os limites da sua habitação;* *Para que buscassem ao Se... mais »
----------------------------------------

*Por Levi Costa* O tempo se divide em passado, presente e futuro. O ontem está no passado, dele só nos resta lembranças, algumas boas e outras ruins. O hoje está no presente, que é onde nos encontramos no momento. O amanhã faz parte do futuro, trata-se de uma possibilidade, pois o amanhã não existe de fato, é apenas uma realidade virtual, subjetiva, que pode ser ou pode não ser. Portanto, o que nos resta da realidade do tempo é apenas o hoje, uma realidade objetiva e concreta da vida. Assim, é no hoje do nosso tempo que podemos ser, viver e fazer, então seja, viva e faça na realid... mais »
-----------------------------------

*Por Levi Costa* Você faria algo que, ao fazê-la, não dói, é de graça e você sempre sai ganhando? É muito provável que a sua resposta a essa questão seja um sonoro, SIM! Mas o que seria realmente esse algo proposto? Esse algo em questão, diz respeito ao ato de PENSAR, e já a sua resposta de modo afirmativo, é, em si, o resultado direto em você ter pensado na proposta da pergunta feita. Certamente isso em nada doeu em você, não lhe custou nada e você ainda saiu ganhando algo bom, que é o incentivo de praticar o ato de pensar e mesmo de REPENSAR em cada proposta que lhe é feita na ... mais »
---------------------------------------------------------------------
Para que você nasceu? Para que você veio ao mundo?

*Por Levi Costa* *"... Respondeu Jesus: Tu dizes que eu sou rei. Eu para isso nasci, e para isso vim ao mundo..." *(João 18.37a). Todos nós devemos ter um ideal de vida para viver, viver por um ideal! Porque viver de verdade, não se restringe ao ato natural de respirar (absorver/fazer entrar oxigênio nos pulmões), e expirar (expelir o ar dos pulmões pelas vias respiratórias). A vida consiste em se observar e explorar o que o mundo à nossa volta nos apresenta. Pelo que observarmos e pelo que explorarmos da vida neste mundo, podemos tirar nossas conclusões para aprendermos e cresce... mais »
----------------------------------------
Escombros de uma civilização

*Por Levi Costa* Em vez de desfrutarmos das belezas e riquezas da nossa exuberante natureza, passamos boa parte da vida marcando territórios de todas as ordens, e ordenando que ninguém ultrapasse nossos limites territoriais pessoais, no que diz respeito às preferências e gostos por nós estabelecidos que, quase sempre, entram em choque com as preferências e gostos dos outros; os outros que na essência são iguais a nós, pois todos nós somos o outro. Eis a razão porque criamos exércitos com suas armas de destruição em massa que ameaçam e intimidam aqueles que ainda não possuem estas ... mais »
------------------------------------------
Vida, uma contagem regressiva
*Por Levi Costa* A vida é uma contagem regressiva da totalidade de vida do nosso ser, pois todos os vivos começam a morrer exatamente ao nascer. Como disse o sábio: "Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer..." (Ec 3.1,2a). Assim, em cada aniversário comemoramos mais um ano vivido, porém, ironicamente, é também um ano a menos para se viver. Portanto, o ato de viver é, ao mesmo tempo, um ato de perder a vida, posto que, a cada segundo que vivemos, ao longo da nossa existência, estamos nessa contagem r... mais »
----------------------------------------------------------------
*Por Levi Costa* *"Pois os governantes não devem ser temidos, a não ser pelos que praticam o mal. Você quer viver livre do medo da autoridade? Pratique o bem, e ela o enaltecerá. Pois é serva de Deus para o seu bem. Mas se você praticar o mal, tenha medo, pois ela não porta a espada sem motivo. É serva de Deus, agente da justiça para punir quem pratica o mal."* (Rm 13.3,4 - NVI) Lendo o texto acima, lembrei-me da execução daquele brasileiro na Indonésia, uma das principais notícias naquele momento. O que me chama a atenção no texto é a parte do verso 4 que diz: *"...Mas se você pr... mais »
---------------------------------------------------------------------
Filósofo, um amigo do saber e amante da sabedoria
*Por Levi Costa* [image: Resultado de imagem para Pitágoras] Filosofia significa amizade pela sabedoria, amor e respeito pelo saber; e o filósofo, por sua vez, seria aquele que ama e busca a sabedoria, tem amizade pelo saber, deseja saber. Conforme a tradição, Pitágoras teria criado o termo para modestamente ressaltar que a sabedoria plena e perfeita seria atributo apenas dos deuses; os homens, no entanto, poderiam venerá-la e amá-la na qualidade de filósofos. É o estudo de problemas fundamentais relacionados à existência, ao conhecimento, à verdade, aos valores morais e estéticos,... mais »

-------------------------------------------------------

A pós-modernidade e a verdade de Deus


*Por Levi Costa* Um dos grandes problemas do mundo em que vivemos é que todos têm que ser, tem que fazer e tem que dizer o que todo mundo é, diz e faz. Ser diferente no individual hoje é contrariar o aspecto geral, é andar na contramão do curso natural da vida pós-moderna. Aqui surge o problema, quando o modo de vida do indivíduo e da sociedade passa a ter como parâmetro o conceito padrão estabelecido pelo pós-modernismo, quando a conduta da pessoa é vista com maus olhos se não estiver de acordo com o “padrão” atual. Tal padrão diz respeito ao “politicamente correto”, principalmen... mais »
------------------------------------
O que é uma cosmovisão?
*Por Levi Costa* A definição do dicionário Houaiss da língua portuguesa para cosmovisão é: "Maneira subjetiva de ver e entender o mundo, especialmente as relações humanas e os papéis dos indivíduos e o seu próprio na sociedade, assim como as respostas a questões filosóficas básicas, como a finalidade da existência humana, a existência de vida após a morte etc.; visão de mundo (cosmos + visão)." - Uma outra definição para cosmovisão diz: "É um conjunto de suposições e crenças que alguém usa para interpretar e formar opiniões acerca da sua humanidade, propósito de vida, deveres no... mais »
--------------------------------------------------------------------
Diversidade religiosa na expressão da religiosidade
*Por Levi Costa* Quando a vida religiosa não passa de mera religiosidade, a nossa visão de mundo e de vida é visto quase sempre pela ótica religiosa, pelas lentes da religião. Porém, tal religião se resume a uma crença pessoal daquilo que o próprio religioso admite como sendo bom ou mau. Portanto, é a partir dessa ótica pessoal que se é induzido a definir o certo e o errado em tudo o mais diante de nós. O perigo dessa religiosidade, é que ela nos leva a interpretar a vida a partir de um modo pré-definido que passa pelas lentes do nosso próprio senso religioso. Então, não consegui... mais »

------------------------------------------
O quê e o porquê
*Por Levi Costa* A dúvida é resultante da curiosidade que é própria do ser humano, um ser racional. Contudo, as dúvidas nunca deixarão de existir, apenas serão substituídas ao serem entendidas, dando lugar àquelas mais complexas e mais difícil de se explicar e de se entender no momento. O homem é capaz de pensar, avaliar e argumentar. Desde a mais tenha idade ele busca respostas para suas indagações na tentativa de entender a natureza das coisas e o próprio sentido da vida. Então, para que a vida faça sentido e para que se possa interagir com ela com entendimento, se faz necessár... mais »
------------------------------------------------
*Por Levi Costa* Em qualquer ambiente que tenha como regra o sentir e não o pensar, fazendo uso do coração e não da razão, tal ambiente é de fácil manipulação por parte daqueles que estão no comando, fazendo dos participantes massa de manobra, pessoas sugestionadas a falar e a fazer apenas o que manda a regra do sistema dominante. Assim, não surgirá perguntas nem questionamentos, não haverá alguém que queira saber o porquê das coisas. Mas, caso haja algum rebelde insubmisso que tenha a ousadia de pensar por si mesmo, questionando as regras do sistema, então é preciso calá-lo ou, ... mais »
-------------------------------------------------------
Transformados pela renovação da mente
*Por Levi Costa* O apóstolo Paulo, escrevendo aos romanos, diz: "*E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente**...*"(Rm 12.2a). O que Paulo quis dizer foi: Não conformados, mas transformados pela renovação da mente. Segundo o dicionário da língua portuguesa, CONFORMAR é: - dar ou tomar forma; configurar(-se); - estar em conformidade ou de acordo com; identificar-se; - pôr(-se) em conformidade com outra coisa tomada como modelo; - resignar-se com; aceitar; sujeitar-se a, submeter-se. Assim, conformar, seria o mesmo que ser segundo a forma ... mais »

----------------------------------------------------------------------------------------------------------


PLÁGIO: ato ou efeito de plagiar.

PLAGIAR: Apresentação feita por alguém, como de sua própria autoria, de trabalho, obra intelectual etc. produzido por outrem. (Dic. Houaiss) Plagiar é crime previsto em lei. Portanto, ao reproduzir algo, cite a fonte e seu autor, se possível, peça autorização. 
SEJA HONESTO CONSIGO MESMO EM SUA CONSCIÊNCIA!